“Ide e buscai a verdade, o caminho, a vida e a luz”. (Espiritualidade amiga, FELLUZ/2004)
 
 

O Espiritismo

Espiritismo ou Doutrina Espírita é o conjunto de princípios e leis, revelados pelos Espíritos Superiores, contidos nas obras de Allan Kardec, que constituem a Codificação Espírita: O Livro dos Espíritos, O Livro dos Médiuns, O Evangelho Segundo o Espiritismo, O Céu e o Inferno e A Gênese.

"A DOUTRINA ESPÍRITA é aquele Consolador prometido às criaturas pelo Divino Mestre, consagrado a explicar-lhes, em momento oportuno, as verdades eternas; e, pelas verdades eternas que o Espiritismo nos descortina, sabemos positivamente que não há morte e que a Justiça da Vida funciona acima de tudo, na consciência de cada um. Deus é amor. A vida é imperecível. O espírito é imortal. A Terra é um dos múltiplos lares da imensidade cósmica." (Emmanuel)

O Espiritismo baseia-se em 15 princípios básicos:

  • DEUS: “Inteligência suprema, causa primária de todas as coisas. Eterno. Imutável. Imaterial. Único. Onipotente. Soberanamente justo e bom”.
  • JESUS: “Guia e modelo mais perfeito para o homem”.
  • ESPÍRITO: “Ser inteligente da criação. Criado simples e ignorante”.
  • PERISPÍRITO: “Substância semimaterial que serve de primeiro envoltório ao Espírito e liga a alma ao corpo. Tem a forma que o Espírito queira”.
  • EVOLUÇÃO: “São os próprios Espíritos que se melhoram e, melhorando-se, passam de uma ordem inferior para outra mais elevada”.
  • LIVRE-ARBÍTRIO: “O homem tem a liberdade de pensar e de agir. Sem livre-arbítrio, ele seria máquina”.
  • CAUSA E EFEITO: “Deus tem suas leis a regerem todas as vossas ações. Se as violais, vossa é a culpa. A punição é o resultado da infração da Lei”.
  • REENCARNAÇÃO: “Consiste em admitir para o Espírito muitas existências. Para expiação e melhoramento progressivo da humanidade. Sem isto, onde a Justiça?”
  • PLURALIDADE DOS MUNDOS HABITADOS: “São habitados todos os globos que se movem no espaço e o homem terreno está longe de ser, como supõe, o primeiro em inteligência, em bondade e em perfeição”.
  • IMORTALIDADE DA ALMA: “A existência dos Espíritos não tem fim. É tudo o que podemos, por agora, dizer”.
  • VIDA FUTURA: “O sentimento de uma existência melhor reside no foro íntimo de todos os homens. A vida futura implica a conservação da nossa individualidade, após a morte”.
  • PLANO ESPIRITUAL: “No instante da morte, a alma volta a ser Espírito, isto é, volve ao mundo dos Espíritos, donde se apartara momentaneamente. Os Espíritos estão por toda parte”.
  • MEDIUNIDADE: “Faculdade inerente ao homem. Todo aquele que sente, num grau qualquer, a influência dos Espíritos é, por esse fato, médium”.
  • INLUÊNCIA DOS ESPÍRITOS NA NOSSA VIDA: “Influem muito mais do que imaginamos. A tal ponto que de ordinário são eles que nos dirigem. Tendes muitos deles de contínuo a vosso lado, observando-vos e sobre vós atuando, sem o perceberdes”.
  • AÇÃO DOS ESPÍRITOS NA NATUREZA: “Deus não exerce ação direta sobre a matéria. Os Espíritos são uma das potências da natureza e os instrumentos de que Deus se serve para execução dos seus desígnios providenciais”.

 

 
     
 

"Reconhece-se o verdadeiro espírita pela sua transformação moral, e pelos esforços que faz para domar suas más inclinações". (Allan Kardec, E.S.E., XVII, 4).